Algumas respostas sobre o Evangelho no Lar

Como implantar o Evangelho no Lar?
Determine, ao menos uma vez na semana, um horário que seja conveniente para a família, tendo em mente que o evangelho dura, em média, 30 minutos e não deve prolongar-se excessivamente. Respeitando sempre o dia e o horário, reúna-se e com o maior número possível de componentes de seu lar. Crianças podem tomar parte na reunião, executando tarefas como fazer a prece de abertura e encerramento. Visitantes ocasionais podem ser convidados a participar, explicando, caso não sejam espíritas, que não se trata de sessão espírita, mas de um breve estudo do evangelho, seguido de preces.

Por quanto tempo deve ser realizado o Evangelho no Lar?
Sua prática deverá ser constante, salvo circunstâncias especialíssimas, nada deverá impedir sua realização. Mesmo que somente um membro da família esteja em casa no momento aprazado, o Evangelho deverá ser lido em voz alta, seguindo os mesmos procedimentos rotineiros. Caso toda a família esteja ausente, porém reunida em lugar possível, deverá ser feito o Evangelho, no mesmo horário de costume. O Evangelho no Lar é um recurso de extraordinária importância de que se utiliza o Plano Espiritual Superior para sustentar seu grandioso trabalho de amparo a toda a humanidade encarnada e desencarnada. Sua prática é um dever a que todo espírita consciencioso deve habituar-se.

O que é preciso ter para a realização do Evangelho no Lar?
O desejo sincero de aprender e praticar os ensinamentos transmitidos por Jesus, um exemplar de O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec, 
e um livro de mensagens.

Finalidade
A finalidade do Evangelho no Lar é o aprendizado dos ensinamentos de Jesus para sua aplicação na vida prática, não devendo,
portanto ser transformado em sessão mediúnica.